Notícias

Carta Aberta ao professor Jorge Stolfi

Adicionado em Ter 23 Fev 2016 11:41
 Caro Professor Jorge Stolfi,

    No primeiro semestre de 2015, como já havia feito em outros
semestres, o prof. lecionou a disciplina eletiva de Computação Gráfica
(MC930), área de sua especialidade.

    Nesse oferecimento, segundo vários relatos dos alunos, fato ainda
confirmado por observações publicadas na página da disciplina, houve
grande atraso na divulgação de quaisquer resultados de avaliações,
sendo que nenhuma nota foi divulgada durante o decorrer do semestre. O
primeiro resultado recebido pelos alunos veio na forma do relatório de
integralização emitido pela DAC, muito após a aplicação do Exame.

    A divulgação do resultado das avaliações em tempo hábil é prática
altamente difundida entre os professores, e que consideramos vital
para o bom andamento de uma disciplina. Nessa ocasião, o prof.
desculpou-se pelo atraso e ofereceu certa compensação na forma de
ajuste nas notas.

    No semestre seguinte, o prof. lecionou a disciplina de Fundamentos
Matemáticos da Computação (MC358), obrigatória para ambos os cursos de
graduação, sendo que havia reserva de vagas para o curso de Ciência da
Computação nesse oferecimento específico.

    Novamente o problema se repetiu. Não foram divulgadas quaisquer
notas durante o decorrer do semestre, e ao fim do curso o prof.
novamente desculpou-se pelo atraso e ofereceu ajuste nas notas, fato
confirmado por observações presentes na página da disciplina. Ainda
houve o agravante que as notas informadas inicialmente pelo prof. à
DAC estão incorretas. O prof. comprometeu-se a retificar as notas.

    É do entendimento do CACo que oferecer um retorno em tempo hábil
aos alunos é parte fundamental do processo de aprendizado: o estudante
tem chance de entender suas habilidades e fraquezas, e pode determinar
como distribuir melhor seus esforços ao longo do semestre.

    Também é importante ressaltar que muitos dos estudantes não
residem em Campinas. A demora na divulgação das notas causa incerteza
a respeito da necessidade de se fazer o exame ou não, o que pode ter
motivado alguns a terem que alterar seus planos de viagem,
possivelmente incorrendo em custos.

    Apesar de não termos informações sobre sua produção acadêmica e
atividade de pesquisa, gostaríamos de ressaltar que no segundo
semestre de 2015 o prof. lecionou apenas essa disciplina. O prof.
também não alegou qualquer condição de saúde ou outro impedimento ao
seu trabalho, portanto é difícil imaginar como não houve tempo
suficiente para correção das avaliações.

    Alunos desse oferecimento de MC358 também nos relataram que houve
atrasos frequentes do prof. ao chegar na sala de aula, inclusive na
ocasião da aplicação de uma prova. Houve também várias faltas, que não
foram repostas.

    O CACo considera a falta de comprometimento do prof. com a
disciplina inadmissível e vergonhosa, e que essa postura não deve
existir nem ser tolerada em nenhuma instituição de ensino, inclusive
na nossa Universidade. O atraso contumaz na divulgação dos resultados
das avaliações, combinado ao não cumprimento da carga horária
prevista, é danoso ao aprendizado e uma mancha na tradição de ensino
de qualidade do Instituto de Computação.

    Esperamos que a Diretoria do IC seja capaz de tomar ações que
garantam que os alunos matriculados na disciplina tenham suas provas
corrigidas de modo justo, de tal forma que bons alunos não sejam
punidos pela falta de responsabilidade e comprometimento do professor.

    Também julgamos inadmissível que os alunos sejam privados do
direito de recorreção devido ao descumprimento dos prazos previstos no
regimento geral de graduação da Unicamp.

    Acreditamos que o prof., cuja brilhante trajetória acadêmica é
igualada por poucos em nosso país, tem muito a acrescentar ao
conhecimento dos discentes, porém para isso é preciso manter a
dedicação e responsabilidade que são exigidas de todos os docentes, e
em momento algum descansar sobre os louros das conquistas,
comprometendo assim o ensino.
 
 
---
 

Buscar

Compromissos